fbpx

Por Deyzi Silva.

Leitura Bíblica: (Daniel 6).

Autoria do livro: Daniel, contemporâneo de Jeremias e Ezequiel, que foi exilado na babilônia junto com outros jovens de linhagem real.

Data : Estudiosos da Bíblia postularam que Daniel escreve este livro durante sua vida. Os eventos retratados na Bíblia se estendem por um período entre (605 e 536 a.C) provavelmente, foi concluído no ano 530 a.C.

Propósito: Os eventos registrados e profetizados no livro de Daniel incentivavam e consolavam os judeus da época de Daniel. Embora estivessem derrotados e espalhados no exílio, seu Deus permanecia no controle da história.

Gênero : apocalíptico.

No estudo a seguir , iremos nos concentrar e entender mais sobre o acontecimento retratado em Daniel capítulo 6.

Para compreendermos melhor a passagem descrita em (Dn 6), é necessário saber quem foram alguns personagens tratados naquela época.

Quem foi Dario? De acordo com a Bíblia, foi ele quem recebeu o império neobabilônico , após a morte de Belsazar. Ele é chamado de filho de Assuero. Daniel prosperou, durante o seu reinado e o de Ciro, o persa.

Quem foi Daniel? Daniel foi um profeta de Deus, que também trabalhou para os imperadores da Babilônia e da Pérsia. Ele era muito sábio e interpretava sonhos. Daniel ficou conhecido como um homem justo, que obedecia a Deus.

Porque o rei Dario constituiu 120 sátrapas? O rei Dario estava preocupado com o problema da corrupção, por isso, constituiu 120 sátrapas e 3 presidentes.

O que eram sátrapas, e qual sua função?Sátrapa era o nome dado aos governadores das províncias, chamadas satrapias, nos antigos impérios Aquemênida e Sassânida da Pérsia. Algumas de suas funções eram : governar todo o reino, prestar conta, evitar que o rei sofresse danos e cuidar da administração do reino.

Devocional:

A babilônia tinha caído, um novo império tinha se levantado , mas os homens que subiram ao poder continuavam corruptos. O rei Dario estava preocupado com o problema da corrupção, e por isso constituiu 120 sátrapas e 3 presidentes. Constituiu fiscais do erário público. Mas aqueles que deveriam vigiar e fiscalizar se corromperam. A corrupção estava instalada dentro do palácio, nas rodas mais altas do governo de Dario.

Em meio a este cenário de corrupção e caos , havia um lírio puro. Daniel, que naquela época tinha aproximadamente 85 a 90 anos. A Bíblia nos fala que Daniel tinha um espírito extraordinário. Daniel era um homem fiel, irrepreensível , íntegro, era querido do rei , se destacava entre os demais e era um homem de oração. A Bíblia nos fala que o rei Dario, pensava em estabelecer Daniel sobre todo o reino porque nele havia um espírito excelente.

Então, os presidentes e os sátrapas procuraram ocasião para acusar Daniel a respeito do reino; mas não puderam achá-la, nem culpa alguma; porque ele era fiel e não se achava nele nenhum erro nem culpa.

Então os sátrapas e governadores por inveja ou medo de que Daniel governasse sobre todo o reino , armaram uma cilada contra Daniel. E sabendo eles que Daniel orava 3 vezes ao dia , foram juntos ao rei e o propuseram o seguinte decreto , que todo o homem que fizesse petição a algum deus ou a qualquer homem, se não a ele , seria lançado na cova dos leões.

Dn 6.6-8 diz assim:  “Então, o rei Dario assinou a escritura em que não se podia revogar. Daniel pois quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa , e em cima, no seu quarto , onde havia janelas abertas do lado de Jerusalém, três vezes a dia se punha a orar. Então aqueles homens foram juntos a casa de Daniel, e o acharam a orar e a suplicar o seu Deus . E o entregaram ao rei. E o rei ficou penalizado , e se empenhou em salvar a Daniel. Mas já era tarde pois o decreto já avia sido lançado. Então ordenou o rei que trouxessem a Daniel e o lançassem na cova dos leões. E pela manhã ao romper do dia o rei chamou por Daniel com voz triste. E Daniel o respondeu; ó rei, vive eternamente! O meu Deus enviou o seu anjo e fechou a boca dos leões, para que não me fizessem dano, porque foi achada em mim inocência diante dele ; também contra ti ,ó rei não cometi delito algum. E o rei se alegrou , e mandou tirar Daniel da cova. E ordenou o rei que jogasse na cova todos aqueles que tinham acusado Daniel, e foram jogados na cova dos leões seus filhos, suas mulheres e ainda não tinham chegado ao fundo da cova e já os leões de apoderaram deles. E lhe esmigalharam todos os ossos. Daniel pois prosperou no reinado de Dario e no reinado de Ciro o persa .”

Meditação:

Deus não livrou Daniel da cova dos leões, mas livrou Daniel da boca dos leões!

O texto nos ensina que podemos ser fiéis a Deus em meio a corrupção!

O texto nos ensina que devemos orar a Deus, mesmo quando as adversidades baterem na nossa porta !

O texto nos ensina que Deus livra e honra , aqueles que são fiéis a ele !

Que Deus abençoe!